domingo, 18 de dezembro de 2016

Resenha:Rigor Mortis BR-The One Who

Depois de um Hiato alguns dizem que uma banda perde o “Jeito” mas na minha opinião não ! , A banda Rigor Mortis BR volta com toda força e lançam ele petardo chamado "The One Who", com 10 faixas que em pouco mais de 32 minutos acabam com os seus ouvidos delicados meu amigo(A),  a banda demostra nesse álbum toda agressividade e brutalidade possíveis em um álbum de Brutal Death Metal. Guitarra muitas vezes em uma velocidade impressionante,com riff's bem pensados e pesado, A linha de baixo é sensacional e nítida, enquanto a bateria aniquilava ! já o vocal urrado,amargo e brutal !

Um álbum necessário para você amigo fã de brutalidade ao extremo !!

Imagino que a primeira faixa foi adicionada somente para dar aquele clima maléfico .mas na segunda faixa "Dialeto de Morto" vemos que o álbum já começa daquele jeito matador , tanto o riff quanto a base da guitarra são brilhantes nesta segunda faixa,o baixo segunda bem e a bateria na quela aniquilação padrão do Brutal Death Metal.
A terceira faixa "Psychotropic Illness" O riff é totalmente cadenciado e um pouco arrastado,vocais padrões do estilo e com gritarias bem agradáveis,baixo e bateria se envolvendo durante a faixa.
A quarta faixa "Human Flesh Juice" A quarta faixa já começa matadora,riff empolgante e envolvente,linha de baixo sem destaque e uma bateria padrão e nessa faixa temos o primeiro solo do álbum que é uma junção de melodia com destruição e técnica.
A quinta faixa "Medieval Impalement" nessa faixa temos um riff com uma certa influencia no som do Morbid angel pelo menos foi o que senti quando escutei esse riff,bateria com uma ótima base e alem do mais MARCANTE, gutural bem utilizado e mais uma vez temos um ótimo solo que mostra um técnica cativante.
A sexta faixa "Find Body Parts Toy" é brutal, tem o riff simples e rápido,extremamente agressiva e a bateria dessa faixa fica no tatattatatatattatatatattata.
A sétima faixa "Febrônio Índio do Brazil" a é bateria insana e o riff interessante pois é um riff bem diferentes dos demais do álbum.
A oitava faixa "Interlúdio" é mais uma faixa inútil assim com a primeira "Intro".mas seguindo temos a nona faixa "Raw Meat Sugar" é uma faixa que segue a mesma personalidade das faixas anteriores.
A decima é ultima faixa "The One Who" é brutal, tem um riff envolvente, pedal e bateria pegajosa , é uma das melhores do álbum.
Destaques:Medieval Impalement e The One Who.


Track List:
1 – Intro
2 – Dialeto de Morto
3 – Psychotropic Illness
4 – Human Flesh Juice
5 – Medieval Impalament
6 – Find Body Parts Toy
7 – Febrônio Índio do Brazil
8 – Interlúdio
9 – Raw Meat Sugar
10 – The One Who…

Line Up:
Leafar Sagrav – Vocal
Christian Peixoto – Baixo
Alexandre Rigor – Guitarra
Ricardo Borges Chiarello – Bateria

Nota:8,5


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário