sábado, 30 de abril de 2016

Roadie Metal Vol 7: Confira a capa e as bandas confirmadas.

 O site da Roadie metal anunciou oficialmente o pré-lançamento da coletânea Roadie Metal Vol 7, após três meses de audição e o recebimento de mais de 220 e-mail de bandas de todo o Brasil, apresentamos oficialmente as bandas que farão parte do edição 7 da já tradicional coletânea produzida pela Roadie Metal.


As coletâneas da Roadie Metal são distribuídas gratuitamente para a imprensa especializada em todo o mundo, se você quiser ganhar a sua, basta acompanhar o programa da Roadie Metal todas as quintas das 20:30 as 23:00 e aos sábados das 14:40 as 16:15, sempre ao vivo no site www.canalfelicidade.com

Arte da capa foi produzida por Marscello Nespoli, mesmo artista das edições quatro, cinco, seis e agora assina também a arte do volume 7.

A previsão de lançamento é para o mês de maio e em breve iremos apresentar aos leitores do site um programa especial envolvendo todas as bandas que fazem parte da atual edição da coletânea Roadie Metal.

Confira as bandas que farão parte da Coletânea Roadie Metal Vol 7:

Apeyron – The Dance of Fire (Belém/PA)


As Do They Fall – Leviathan (Veranópolis/RS)


Blessed In Fire – Blessed In Fire (Salvador/BA)


Criminal Brain – Victim (Petrópolis/RJ)


Crush – Pedrada (Fortaleza/CE)


Dead Lines – Guerreiros do Metal (Itaúna/MG)


Death Chaos – House of Madness (Curitiba/PR)


Demolition – Infected Face (Governador Valadares/MG)


Dioxina – Sombras (São Paulo/SP)


Dolores Dolores – I Was Wrong (Belo Horizonte/MG)


Dying Silence – Sem Conserto (Campinas/SP)


Eduardo Lira – Sunrise (Rio de Janeiro/RJ)


Fenrir’s Scar – Downfall (Campinas/SP)


Forkill – Let There Be Thrash (Rio de Janeiro/RJ)


Gravis – Ladrão (Fortaleza/CE)


Handsaw – Supreme Being (Curicíca/RJ)


Heavenly Kingdom – Hungry Misery and Pain (Cubatão/SP)


Hellmotz – Wielding the Axe (Campo Grande/MS)


Heryn Dae – Heryn Dae (São Francisco do Sul/SC)


Kryour – Chaos of My Dream (São Paulo/SP)


Makinaria Rock – Eleição ou Gozação (São Paulo/SP)


Melanie Klain – Lavagem Celebral (Mococa/SP)


Monstractor – The 4th Kind (Rezende/RJ)


Normandya – Lost Seasons (Angra dos Reis/RJ)


Overhead – Overhead (Bauru/SP)


Psychosane – Road (Ribeirão Preto/SP)


Slavery Into Freedom – Puritania (Rio de Janeiro/RJ)


South Hammer – Harley My Motorcycle (Pelotas/RS)


Syren – Motordevil (Rio de Janeiro/RJ)


Tropa de Shock – Inside the Madness (São Paulo/SP)


Underhate – Revolution Day (Brasília/DF)


Underload – Let It Go (Caxias do Sul/RS)


Válvera – Cidade em Caos (São Paulo/SP)


Vate Cabal – A Extração da Pedra da Loucura (São Vicente/SP)


Voodoopriest – Juggernaut (São Paulo/SP)


Em breve anunciamos maiores detalhes sobre a arte e a prensagem das coletâneas.

fonte:Roadie metal

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Burnkill: banda lança lyric vídeo da música “Sinfonia do Guerra”.

A faixa Sinfonia da Guerra que finaliza o CD “Guerra e Destruição” foi gravada ao vivo em estúdio e acaba de ser lançada como lyric Vídeo pela banda Burnkill.



Em conversa com os músicos foi informado algumas peculiaridades sobre o vídeo.

“Fizemos desta forma para apresentar algo diferente já que esta música tem conteúdo extra com as filmagens da gravação que também estaremos disponibilizando em nosso canal no Youtube.” (Burnkill)

No vídeo é possível ver claramente o tom de melancolia e desespero tanto na letra quanto nas imagens e isso, foi o que pesou para a escolha desta faixa.

No mês de Maio a banda confirmou também que irá iniciar as gravações do novo clipe da música “Cadáver do Brasil”, como próxima faixa à ser trabalhada.

O álbum “Guerra e Destruição” já estão disponíveis para venda com entrega em todo o Brasil, para adquirir o seu entre em contato com a banda pelo facebook: https://www.facebook.com/burnkillofficial/?fref=ts


Confira o clipe na íntegra:


fonte:Roadie metal

VULCANO: Banda embarca para sua quinta turnê na Europa

 Finalmente anunciada todas as datas da quinta turnê que o Vulcano fará em continente Europeu. Com 26 shows em 26 dias, a turnê comemorativa aos 30 anos do clássico “Bloody Vengeance”, que terá companhia das bandas Warfect da Suécia e a equatoriana The Grief em alguns shows, terá início dia 03/05/2016 e terminará dia 28/05/2016, sendo assim a mais extensa da carreira da banda.


Nesta sua quinta passagem ao “velho continente” a banda não só retornará a países como Alemanha, Holanda, Suíça, França, Itália, República Checa e Inglaterra, mas também tocará pela terceira vez no Live Evil Festival, um dos principais festivais europeus. A turnê também marcará a primeira vez que o Vulcano tocará na Península Ibérica, com shows nos países de Portugal e Espanha. Confira o cartaz oficial da turnê:
http://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/d6daa2d55ad3a11dc6fc9858f3073667.jpg

Para saber mais sobre as apresentações do Vulcano na Europa acesse: http://www.vulcanometal.com/shows.htm

Contato para shows e assessoria: http://www.sanguefrioproducoes.com/contato 

Sites relacionados:
https://www.facebook.com/VULCANOMETAL
http://www.vulcanometal.com/
http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Vulcano/20 

Fonte: Sangue Frio Produções

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Resenha:Haloperidol – Amnésia (EP)

Nesse primeiro EP da banda de Death metal Haloperidol que foi lançado de forma totalmente Independente em 2014 que possui 5 faixas,Apresenta um vocal totalmente brutal e assustador,musicas cadenciadas e outras bem rápidas,guitarras pesadíssimas,bateria pesada e com um abuso bem bolado do bumbo duplo e também o EP mescla característica de Thrash metal com o Death metal que o resultado ficou brilhante.

O EP começa com uma introdução "Amnésia" banaca, e que mostra o que viria pela frente.A segunda faixa "Blood Hand" cadenciada,riff elegante,vocal gutural bem aplicado,bateria que se utiliza os dois bumbos e solos geniais.A terceira faixa "Rise Again" é mais rápida que a faixa anterior,vocal brutal,solos bem rápidos e técnicos. A quarta faixa "Burning your soul" essa faixa obviamente mistura Thrash com Death metal e também é cadenciada.A quinta e ultima faixa do EP é "Possessed" outra faixa que mescla característica de Thrash metal com o Death metal,brutal,vocal assustador,bateria pesadíssima,baixo com um pequeno destaque, solos com a bateria acompanhando através do bumbo.
Destaques:Blood Hand,Rise Again e Possessed.

Independente – 2014 – Brasil

Faixas:
1-Amnésia
2-Blood Hand
3-Rise Again
4-Burning your soul
5-Possessed 

Formação:
Lucas Sansil-vocal
Jack C. Daniels-guitarra/backing vocal
Fernando M. Costa-guitarra
David Almeida-baixo
Ramon Rodrigues-bateria

Nota: 8,5   


Redes sociais da banda :
haloperidol.band@gmail.com

Pablo Eduardo:
SEU_NOME Nascido em uma cidade do interior do estado de São Paulo,Fã de Metal desde os 14 anos de idade,Começou escutando o álbum Rust in Peace do Megadeth e dai pra frente só paulada,Gosta de Thrash,Death e Heavy metal. Facebook:https://www.facebook.com/pablo.eduardo.31945

sábado, 23 de abril de 2016

Apresentando Bandas:Terror Fronte

Formada em 2012 na cidade de Osasco por Danilo Rodrigues, Thiago Dias, Diego Biasi e Leandro Flores. No ano de 2015 o guitarrista Marco Antonio juntou-se, e no final do mesmo ano o baixista Diego Biasi por motivos pessoais saiu da banda. Sendo assim, no inicio de 2016 o baixista Max Oliveira se juntou a banda compondo assim a formação atual.

Terror Fronte tem como objetivo fazer um som agressivo mesclando várias influências, não se prendendo somente a uma vertente, assim a sonoridade varia entre o Death Metal, Grind, HC e Thrash Metal.

Em 2013 a banda lançou seu primeiro EP intitulado de “Violencracia”, abordando temas políticos, religiosos e situações cotidianas.

A banda ainda continua em processo de composição para o lançamento de um futuro álbum.
O EP foi gravado de forma independente através do Denis (Di Lallo - Metal Works Audiovisual) que já trabalhou com bandas como Pentacrostic, Nervosa, Andralls e etc., fazendo todo o processo de captação, masterização e mixagem das faixas.

Influências:Suffocation, Dying Fetus, Pantera, Brujeria, Asesino, Ratos de Porão, Misery Index, Nevermore, Decapitated, Napalm Death, Sin Dios, Slayer e Death.




Formação:
Thiago Dias - Vocalista (Vocalist) 
Danilo Rodrigues - Guitarrista/Segunda voz (Guitar and backing vocal)
Marco Antonio - Guitarrista (Guitar)
Max Oliveira - Baixista (Bass)
Leandro Flores - Baterista (Drums)

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Apresentando Bandas:Subinfected

A banda Subinfected é uma banda de Death metal tem uma história dentro do underground pernambucano que já é relativamente longa. Com três discos produzidos (dois EP’s e um oficial) e após algumas formações distintas, que revelaram músicos que hoje atuam em diversos segmentos de destaque, a banda ressurge com a atual configuração, dando continuidade à linha previamente construída e renovando elementos em sua estruturação. Através deste site, queremos mostrar um pouco da trajetória de nossa banda. Além dos ritmos populares e regionais, Pernambuco tem uma grande tradição neste gênero musical, consolidando-se tanto como pólo produtor como consumidor. Aqui existe um público fiel para o metal, em todas as classes sociais; isto pode ser observado tanto através da contínua produção de bandas locais (criando um nicho de consumo próprio que muitas vezes é ignorado pelo mercado fonográfico e produtores de eventos), como pela recente realização de shows internacionais de grande porte e boa receita de público (como foi o caso do Iron Maiden e do Abril Pro Rock 2012, que separou uma de suas noites exclusivamente para o metal). Uma excelente análise do contexto pode ser vista através do projeto e pesquisa “Hellcife - Transformações: a cena metal no Recife pós-mangue”, onde tivemos a honra de ser citados. Aos poucos, o metal vem se tornando um instrumento de inserção social e de expressão de cultura, ganhando características locais próprias que tornam únicas as músicas aqui produzidas: este é o caso da Subinfected, que reflete em sua sonoridade e temática todo um trabalho de pesquisa em relação a bandas pernambucanas da década de 1990, como Realidade Encoberta, Cruor, Decomposed God, Infected, Seventy Plague, Krápula, The Ax, Devotos e Câmbio Negro HC. Neste site, reunimos informações que consideramos importantes para que se tenha uma visão mais precisa sobre nosso trabalho.
A “pré-história” da Subinfected começa em 1997, com o final da banda Subnarcose, da qual Enoch Leite era integrante. O nome estabilizou-se de forma mais concreta em 2006, com a gravação produzida através do selo Discotecagem, gerando um EP e um disco propriamente dito. De nosso surgimento até os dias atuais, tivemos a chance de presenciar e participar de momentos históricos, como a primeira noite exclusiva para este tipo de sonoridade promovida durante o Festival de Inverno de Garanhuns, em 2009, durante o qual foi lançado nosso primeiro disco. De 2006 até 2010, a banda apresentou-se em diversos festivais e realizou shows em Recife e cidades da região. Em dezembro de 2010, a Subinfected foi dissolvida e suas atividades foram retomadas a partir de agosto de 2011. A banda foi novamente reformulada, e seus componentes alterados, em 2015. Veja aqui nossa formação atual. No momento, a Subinfected trabalha na elaboração de um novo EP e tem algumas propostas de inclusão em eventos ligados ao metal.


Formação:
Folha Head Slaughter - Vocal
Barbarian Belial - Guitarra
Denisson Alexandre - Bateria
Enoch Leite - Contra Baixo


Redes sociais :
Subinfected - soundcloud.com
Subinfected - facebook
Subinfected - youtube
Subinfected - e-mail
subinfected.oficial@gmail.com
Subinfected - blogspot

quarta-feira, 20 de abril de 2016

RADIOACTIVE MURDER: “Quem nos acompanha se surpreenderá com o novo trabalho”

 Que o Radioactive Murder está 100% focado no novo álbum, disso ninguém tem mais dúvida, a banda concentra todas suas atenções em novas composições para deixar tudo pronto até o segundo semestre desse ano de 2016.

 A banda deixou isso mais claro ainda logo após uma entrevista, publicada no site Whiplash, onde falou um pouco sobre o início da banda, processo de composição, nova formação e também o foco principal, o novo CD, perguntados como está o processo de criação do novo álbum e o que os seguidores da banda poderiam esperar desse trabalho, o “frontman” Lucas respondeu:

“Estamos focados nas composições em fazer um trabalho de qualidade, algo diferente do EP antes de entrar no estúdio e gravar, sons diferentes composições diferentes e letras abordando assuntos que não foram abordados no EP. Acho que a galera que acompanha a gente vai se surpreender com as coisas que pensamos para esse álbum talvez até se assustar, mas de um jeito legal.”

 Você pode conferir a entrevista completa no link a seguir: http://whiplash.net/materias/entrevistas/241839-radioactivemurder.html

Contato para shows e assessoria: http://www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites relacionados:

https://www.facebook.com/RDMThrash/?fref=ts

http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Radioactive+Murder/22


Fonte: Sangue Frio Produções

Resenha:Radioactive Murder - Violent Force

Formada em 2012,  a banda é composta por Lucas Alucinatör (vocal), Adrain Arruda (guitarra), André Barreto (baixo) e Anderson Vieira (bateria). Com uma produção boa, que soube manter o peso e sujeira necessários ao estilo (thrash), o grupo traz neste EP de estréia, 5 composições onde podemos notar que a banda não deve nada as bandas gringas. Guitarras sujas e pesadas, um baixo forte (com aquela sonoridade "gorda") e bateria alucinada.

A primeira faixa "Only Death" começa com um introdução sinistra e obscura ,em seguida a paulada começa com riff de guitarra genialmente boa,poucos momentos que o baixo tem o seu destaque,vocalista com o vocal agressivo e apresenta também vários gritos durante a musica e solos rápidos e bem técnicos, alguns momentos da faixa me lembro do Megadeth em sua fase do Peace sells but who's buying quando o Mustaine misturava speed com Thrash.A segunda faixa "Violent Force" é mais direta que a anterior,vocal totalmente diferente da faixa anterior essa é mais violenta,tem um refrão marcante e bateria bacana.a terceira faixa "Bringer of Hate" é técnica,riff simpático,baixo em evidencia e ela também apresenta efeitos durante musica igual na primeira faixa.A quarta faixa "Beer" é bem rápida de velocidade e também na duração da faixa que é apenas (1:13).A quinta e ultima faixa do EP "Thrash, Beer and Destruction" começa com um riff genial,baixo alto e acompanhando a bateria em alguns momentos,vocal rasgado e bem agressivo e um solo técnico que mostra toda a técnica do guitarrista.
Destaques:Only Death,Violent Force e Thrash, Beer and Destruction.


Formação:
Lucas Alucinatör (vocal)
 Adrain Arruda (guitarra)
 André Barreto (baixo)
 Anderson Vieira (bateria)

Faixas:
1 - Only Death
2 - Violent Force
3 - Bringer of Hate
4 - Beer
5 - Thrash, Beer and Destruction

Nota:8


terça-feira, 19 de abril de 2016

SANGUE FRIO PRODUÇÕES: Battalion está no canal do Youtube da produtora

 Seguindo a série de videoclipes lançados no canal oficial da Sangue Frio Produções no Youtube, mais um novo videoclipe foi publicado pela produtora.


 Desta vez a banda escolhida para integrar o canal foi o Battalion. Com o videoclipe “Tyrant of Evil”, a banda trabalhou na divulgação do atual EP que leva o mesmo nome. Confira agora:
https://www.youtube.com/watch?v=leL4Id45q1o


 Battalion é uma banda com mais de 10 anos de carreira e com diversos materiais lançados, incluindo uma demo autointitulada em 2007, um full length em 2013, intitulado Empire of Dead e o EP já mencionado “Tyrant of Evil”.

Para conferir todos os vídeos lançados pela produtora, acesse: http://bit.ly/YoutubeOfficialChannelVideos

Se inscreva no canal oficial da produtora e receba todos os videoclipes, lyric vídeos e singles em seu e-mail:http://bit.ly/SubscribetoSangueFrioProduções

Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:

https://www.facebook.com/battalionofmetal

http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Battalion/12

Fonte: Sangue Frio Produções

segunda-feira, 18 de abril de 2016

HEAVY METAL ON LINE #65: Denied Redemption/Caverna/Otacílio Rock Festival/Pop Javali

 O Otacílio Rock Festival é um dos eventos que mais cresce no Sul do Brasil nos últimos anos. Conhecido por ser um evento “pé no chão”, o OTA, como é popularmente chamado, sempre cumpre aquilo que promete, tornando – se rapidamente uma referência em festivais no Brasil.


 Nessa edição, Clinger Carlos e o Heavy Metal On Line mostram como foi esse festival, desde a estrutura até a organização impecável, trazendo não só relatos de bandas presentes como MX, Nervochaos, Dr. Sin, Symphony Draconis, mas também de bandas que estavam lá para prestigiar o evento, entre elas Imperious Malevolence, Sagrav, Dying Suffocation e Axecuter. Os organizadores do festival também falaram sobre o mesmo, comentando sobre o formato do festival, sua história e como é feito o planejamento, confira agora:
https://www.youtube.com/watch?v=yBijM6u6xE0

 O programa trouxe também algumas importantes entrevistas com as bandas Denied Redemption de Brasília/DF, a paraibana Caverna e também com a banda Pop Javali, além de uma matéria interessantíssima sobre a loja Planet Discos de Fortaleza/CE.

Contato: contato@heavymetalonline.com.br 
Sites relacionados:
http://www.sanguefrioproducoes.com/

http://heavymetalonline.com.br/  
https://www.facebook.com/heavymetalonline.br

Fonte: Sangue Frio Produções

sábado, 16 de abril de 2016

Apresentando Bandas:Atlantis

 A banda Atlantis surgiu em meados de 2013 com influências nas principais bandas do movimento N.W.O.B.H.M. que mostrou grandes bandas como Iron Maiden, Angel Witch, Diamond Head entre outras, Atlantis executa um Heavy Metal de altíssima qualidade que é feito por Tino Barth (guitarra, vocal) Bruno Eggert (bateria) Jonathan Odorizzi (baixo, vocal).

Em 2014 teve seu primeiro EP gravado e lançado em março de 2015, nomeado de Summoning the Witch, que conta com 5 músicas próprias e um cover da banda Angel Witch ( principal inspiração do grupo)

O trio entrou em estúdio recentemente para a gravação de um novo álbum com data de lançamento prevista pra 2016 o novo álbum promete agradar aos amantes do estilo. A banda já passou por algumas mudanças nas formações até se acertar com a atual que vem mostrando um grande desempenho e rendimento.



Membros:
Tino Barth (guitarra, vocal)
 Bruno Eggert (bateria)
 Jonathan Odorizzi (baixo, vocal).


Fonte: Sangue Frio Produções

quinta-feira, 14 de abril de 2016

DIABOLICAL FUNERAL: Banda prepara primeiro videoclipe da carreira

 Buscando a pré-divulgação do seu novo álbum previsto para início do segundo semestre de 2016, a banda Diabolical Funeral já prepara seu primeiro videoclipe oficial.

 O trabalho, que já está sendo gravado, é produzido e dirigido por Andrei Ruan de Souza (vocalista e baixista do Hateful Warfare) e contará com cenas da banda tocando e algumas novidades.


 A música escolhida para esse trabalho foi a “Ritual Diabólico”, música recentemente divulgada em seu canal oficial do Youtube. Enquanto o videoclipe não fica pronto, fiquem com a música “Ritual Diabólico”:
 https://www.youtube.com/watch?v=8K_6IbjGi4w

 O novo álbum da banda é um dos mais esperados pelos seguidores da banda, devido a boa repercussão do trabalho anterior, “Queime a Igreja”, em breve será divulgado o nome desse novo álbum juntamente com sua capa.


Fonte: Sangue Frio Produções

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Apresentando Bandas:Monstractor

Monstractor é uma banda de thrash metal formada em 2012, por Christian Klein (vocal e baixo - Ex - Expantor), Diego “MONSTERMAN” (Guitars) e Demetrios M. (Bateria). Assim que a banda se formou as ideias e composições foram surgindo, o que levou o trio a realizar uma série de gravações por conta própria, como uma espécie de pré-produção para um possível disco.
A banda tem um álbum de estúdio intitulado "Recycling Thrash” que foi gravado e produzido em São Paulo, no MR SOM estúdio e contou com a competência e profissionalismo de Marcello Pompeu e Heros Trench ( integrantes do Korzus), que além de músicos também são referenciados nacionalmente quando se trata de produção musical,O álbum tem 12 faixas sendo umas uma delas um cover da musica "The Brood" da banda Expantor!.



Formação:
Christian Klein - Vocals/bass
Monsterman - Guitars
Demetrios Maia - Drums


Em breve uma resenha do álbum "Recycling Thrash” !

terça-feira, 12 de abril de 2016

SANGUE FRIO PRODUÇÕES: Imperious Malevolence está no canal do Youtube da produtora

 Caminhando em seu novo segmento de trabalho, a Sangue Frio Produções lançou há algumas semanas o seu canal oficial no Youtube. Nesse canal a produtora buscará não só trazer os lançamentos das bandas que trabalham com a mesma, mas também divulgar o máximo possível os videoclipes já lançados pelas bandas anteriormente.

 Imperious Malevolence é uma banda com mais de 20 anos de carreira, inúmeras turnês na Europa e com uma discografia invejável, sendo assim merece com certeza um lugar no “Youtube Official Channel” da Sangue Frio Produções e o videoclipe escolhido foi um dos clássicos “Seek For Mephisto” do álbum “Doomwitness”, confira:
https://www.youtube.com/watch?v=iKwGNcZ1qQM




Para conferir todos os vídeos lançados pela produtora, acesse: http://bit.ly/YoutubeOfficialChannelVideos

Se inscreva no canal oficial da produtora e receba todos os videoclipes, lyric vídeos e singles em seu e-mail: http://bit.ly/SubscribetoSangueFrioProduções

Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites relacionados:

Fonte: Sangue Frio Produções

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Resenha:Deathraiser - Violent Aggression

Lançado em 2011 pela gravadora Xtreem Music, da Espanha o álbum apresenta Riffs memoráveis e bacanas,bateria destruidora,algumas faixas lembram Kreator outras Exodus,o álbum tem características do thrash europeu e americano,vocais agressivos,baixo alto e agradável e solos rápidos,técnicos e distorcidos.

A primeira faixa "Violent Aggression" apresenta um vocal totalmente agressivo e bem parecido com o mile Petrozza do kreator,bateria destruidora,baixo espetacularmente alto e solos técnicos
A segunda faixa "Annihilation of Masses" apresenta um riff animal,back vocal bacana,bateria matadora e também é mais uma musica que lembra a banda Kreator.
A terceira faixa "Terminal Disease" Apresenta um, introdução de batimentos cardíacos em seguida vem a pedrada na orelha,bateria destruidora,riff bacana e solos técnicos e distorcidos.
A quarta faixa "Enslaved by cross" tem um riff genial,bateria dinâmica e solos geniais.
A quinta faixa "Command to kill" tem riffs geniais,rápida,baixo pulando de tão alto que maravilha,solos rapidos e maravilhosos e desta vez o vocal me pareceu menos agressivo.
A sexta faixa " Killing the world " apresenta uma introdução narrada em seguida a paulada começa,baixo se destacando,Riff bacana e solos com bastante distorção.
A setima faixa "Oppression till death" é rápida tem leves características do thrash metal estadunidense e europeu juntos que beleza.
A oitava faixa "Lethal Disaster" riff me pareceu muito a banda Exodus,bateria dinâmica e matadora,essa faixa tem mais características do thrash metal estadunidense até nos solos executados que lembra claro o Exodus.
A nona e ultima faixa do álbum "Thrash or be thrased" riff bacana,bateria destruidora,digamos mistura kreator com exodus,kreator pelo vocal e exodus pelos riffs e ele fecha com chave de ouro o álbum .
Destaques:Violent Aggression,Annihilation of Masses e Lethal Disaster.



 Faixas:
1- Violent Aggression 
2- Annihilation of Masses
3- Terminal Disease 
4- Enslaved by cross 
5- Command to kill 
6- Killing the world 
7- Oppression till death 
8- Lethal Disaster 
9- Thrash or be thrased 

Formação atual:
Thiago - Guitars And Vocals
William - Drums
Ramon - Guitars
Junior - Bass

Nota:9,0

  

sábado, 2 de abril de 2016

Apresentando Bandas:Psycho Bitch

Psycho Bitch é uma banda thrash metal criado em 1994 em teresina,a banda apresenta um thrash metal totalmente old school e formada por Evaldo Marinho Vocal e Guitarra
Cleiton no baixo e Junior na bateria.
A Psycho Bitch junto com a Holocaust Records Vinyl vão lançar o EP intitulado "Demo Tape" em breve.mas porque esse nome ?A palavra DEMO TAPE, em português quer dizer fita demo,eu escolhi esse nome para ser titulo do nosso EP, não por acaso,FITA DEMO, eram as fitas cassetes que a gente ouviu nos anos oitenta em um walkman.
Pois se a PSYCHO BITCH, tem como estilo thrash metal old school nada melhor que esse nome,uma homenagem ao velhos tempos de nostalgia.


Formação
Evaldo Marinho-Vocal e Guitarra
Cleiton-baixo 
Junior -bateria.