segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Entrevista com a Banda 8 MM ( MILIMETROS ), confiram;


Sobreviventes da boa safra independente dos anos 2000, o 8mm celebra seus 16 anos de uma sólida e bem fundamentada carreira, nos brindando com seu mais novo lançamento - o EP.
Com mais de uma dezena de singles e compilações no Brasil e exterior; o 8mm mantém-se vigoroso e ativo na cena hardcore brasileira, fiel ao estilo que os consagrou em palcos brasileiros e europeus.
Formado atualmente por Alemão nos vocais, Garcia e Rodrigo nas guitarras, Zé no contrabaixo, e André Baba nas baquetas, o quinteto casca-grossa do hardcore nacional, preparam-se para o lançamento de seu mais novo trabalho de inéditas. E estas são apenas algumas das surpresas que a banda nos reserva para 2016.
Sendo assim, preparem-se, pois a locomotiva desgovernada do hardcore carioca está de volta, mais forte do que nunca, pronta para cutucar novamente as feridas abertas de nossa sociedade doente, apontando o dedo na cara da apatia e do conformismo.

1 - Como surgiu a banda, e qual a vertente? Há quanto tempo estão na estrada? 
A banda surgiu em 2000, com músicos de outras bandas do underground carioca. 
A proposta era produzir um punk rock hardcore honesto... por quem realmente curtia fazer som e nao estivesse somente de onda.
Já se vão 16 anos e se aproximando dos 17.... Na luta.. na batalha... 



2 - Todos os integrantes são os mesmos desde o inicio do grupo? 
Sim e não... ehehehehe 
São 16 anos de underground... os músicos novos de hoje na verdade são ex-integrantes que já tocaram no 8mm em alguma época... 
Originalmente apenas Fabio Alemão e Fabio Garcia estão juntos desde o início... 


3 - De onde vieram?
Todos do RJ, Zona Oeste e Norte... 

4 - Conta um vexame que passou em algum show? 
Rapaz.... foram tantos shows nesses 16 anos que é difícil separar um momento específico... 
Mas já teve bastante show que tivemos que fazer com aquele IMOSEC no bolso...
Em 2000 na turnê Européia, na Republica Tcheca a gente tocava e entre uma musica e 
outra os caras da platéia nos davam a cerveja (deles) na boca pra beber... devia ser alguma cultura local... 

Muito amplis queimados, choques de microfone, peles rasgadas e palcos que pareciam desabar ....

5 - O que foi mais difícil que tiveram que enfrentar com a banda?
Sem dúvida a perda de nosso 1o baterista, Alex Gralha, em um acidente de carro em 2001... Nosso 1o CD pela Universal Music, Simplesmente Simples foi gravado por ele

6 - Qual a canção da banda que mais gostam? 
Cara são muitas, mas sem dúvida as do CD Onde Mora a Justiça são as que mais gosto... 
O CD Rei da Rua também foi gravado numa fase mais punk rock da banda... muito consistente... gostamos muito desse CD  
Mas é bem legal ver pessoas nos shows pedindo pra tocar musicas do Álbum Mucho Gusto de 2006... 


7 - Quantos shows fazem por mês? Qual foi o show mais marcante? 
O Undergroud carioca é sempre marcado por altos e baixos... Há períodos que a gente toca quase todo fim de semana...
Mas há períodos que ficamos 1 mês sem tocar... Mas a experiência destes anos de underground hj em dia nos mostra que é melhor ser mais seletivo... do que quantitativo....
Conhecemos muitas histórias de bandas excelente do passado que terminaram por estresses de shows ruins... historias reais



8 - Quais as influencias da banda? 
Punk e Hardcore em geral... Nacional e gringo tb
Motorhead, Hatebreed, Madball, Bad religion, Rancid, Social Distortion, Ratos, Colera, (das antigas...) 


9 - Como a família reagiu ao saber que escolheram estar no mundo da música? Qual o momento que se descobriram artistas?
Na verdade nunca abandonamos nossas vidas, não somos 100% dedicados a banda... amamos o que fazemos daí vem nossa experiência de 16 anos....


 10 - As músicas são os integrantes que as compõe? 
Sim, quase todas são compostas pelo fabio Alemão, fundador do 8mm

11 - Qual o maior sucesso da banda? 
Sem dúvida as músicas do CD Onde Mora a Justiça foram as que tivemos mais elogios... até hoje é o CD que a galera mais curte.. pela pegada, pelas letras de protesto que até hoje fazem todos o sentido 

12 - Já teve alguma loucura de fã pra contar?
Melhor não entrar nesse assunto 

13 - Qual sonho vocês ainda pretendem realizar em relação a banda? 
Voltar pra Europa

14 - Uma mensagem para pessoas que acompanham o trabalho de vocês?
Galera não desistam da luta... seja ela qual for... se acredita em algo, lute por aquilo... 
Vamos de alguma forma nos defender desses que aí estão... AInda não descobrimos..
Mas acho que estamos começando a entender que precisamos tomar conta desse país..
Nós o povo temos o poder...!



J. Paulo Ferreira 

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário