quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Conheça a Project Black Pantera, banda Mineira de Crossover.



O Project Black Pantera é um Power Trio formado pelos irmãos Gama, Charles Gama na guitarra vocal e letras, Chaene da Gama no baixo e Rodrigo Augusto (Pancho) na bateria. A banda surgiu em Abril de 2014 e apesar de ser nova no cenário, já receberam boas resenhas sobre suas músicas até fora do país, através do site norte americano Afro punk.
A banda já abriu alguns shows de bandas de expressão do cenário nacional como o Dead Fish, Project 46 e o Rappa, e seu trabalho também está sendo divulgado pela Europa, América do Norte e América do Sul em duas coletâneas uma nos Estados Unidos e França pelo Afro punk e outro no Chile pela Monejo records e o trabalho da banda também está sendo divulgado nas principais plataformas digitais do mundo através da Tratore distribuidora.
O Project Black Pantera tem influencias de varias bandas de renome internacional, tais como: Bad Brains -Living Colour -Chevelle-Metallica-Unlocking The Truth-Lamb Of God. O super Power Trio ‘’ Project Black Pantera ‘’ tem seu trabalho distribuído de forma oficial por Ricardo Barbosa Stúdio106.
O P.B. P é da cidade Mineira Uberaba interior do estado de Minas Gerais, na região do Triângulo Mineiro, que pertence à Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e a microrregião de mesmo nome.
A banda conta com vários trabalhos em diversas plataformas, e no último dia 27 de maio fez o lançamento do vídeo ‘’ Rede Social ‘’ através da sua página oficial no facebook. Em relato com relação ao novo clipe a banda lembra que ‘’ não é contra o uso das redes sociais, mas sim ao mau uso das mesmas ‘’.
A banda traz temáticas de grande importância, e se coloca como formadora de opinião através de suas letras, de uma forma geral o grupo compõe músicas que expõem os problemas sociais do Brasil e do mundo, e protestando contra estes de uma forma única, e original. Algumas destas temáticas são tratadas de forma superficial e outras se aprofundando mais, e as declamando de forma inteligente, fato que não se reflete somente nas letras da banda, como também em sua sonoridade raivosa que mescla Thrash e Hardcore (a princípio) e destila a raiva em forma de música.
A banda não se preocupa com a estética e técnicas nas músicas, mas somente em passar uma mensagem pura e verdadeira, os riffs são de qualidade e brutais. Uma pegada reta com velocidade, sendo que inclui algumas quebradas recheadas de groove.
Letras coerentes abordando os temas já mencionados, entre elas se destacam as músicas como: ‘’ Boto Pra Fuder ‘’ que abre o trabalho de forma propícia, ‘’ Rede Social ‘’ e ‘’ Manifestação ‘’.
A escolha do nome ‘’ Black Pantera ’’ vem do movimento que rolou nos anos 60 "partido dos panteras negras", mas a banda não levanta nenhuma bandeira de nenhum partido político e nem de religião e afirma que o som é feito pra extravasar, mas como os panteras negras dos anos 60 a banda quer fazer o som com liberdade e sem preconceito.
Em seus dois anos de fundação a banda nesse pouco tempo de grupo o Black Pantera já participou de festivais como Rock Festival 2015 (Uberlândia), Garganta Underground (Araguari) e recentemente do Zebu Music Festival (Uberaba) através da conquista do Concurso de Musica Autoral de Uberaba realizado pela Pró-eventos em parceria com a Fundação Cultural de Uberaba. A apresentação na final foi PUNK, ANIMAL com a música - “Eu sei”.
Além de fazerem vários shows em toda a Região do Triângulo Mineiro o P.B. P esteve fazendo um Tour no velho continente, foram mais de 10.000 km de Distancia (de ida e mais 10.000 e volta),cruzando o oceano pra chegar ao velho continente onde fizeram shows em Paris, Bordeaux e Antibes, onde receberam uma grande receptividade.
As músicas estão disponíveis neste link: http://open.spotify.com/album/1h3M8tLg9fN0IzAfkRNpR1
Entre as músicas disponíveis no link acima, as 12 canções que fazem parte do registro, temos uma miscelânea de gêneros que passam pelo Crossover, Thrash, Hardcore, Punk, Groove e mais um leque enorme de ritmos e influências.
Integrantes:
Charles Gama (Guitarra/Vocal)
Chaene da Gama (Baixo/Vocal)
Rodrigo Pancho (Bateria).
Faixas:
1 – Boto pra fuder
2 – Ratatatá
3 – Godzila
4 – Eu sei
5 – Rede Social
6 – Abre a roda e senta o pé
7 – Execução na Av. 38
8 – Manifestação
9 – Ressurreição
10 – Escravos
Bônus:
Manifastation
Execução na Av. 38 feat. J. Cole (Mix by Afropunk)


Fonte: '' O Melhor do Rock ''
RedaçãoJoão Paulo Ferreira.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário