sábado, 23 de julho de 2016

Resenha:Burnkill - Guerra e Destruição

Nesse primeiro álbum da banda Burnkill que foi lançado de forma totalmente independente em 2016,Intitulado de "Guerra e Destruição" é um excelente álbum e com ótimas faixas,mas o que pecou foi a produção, o som ficou abafado em alguns momentos do álbum,principalmente na última faixa, mas nada que comprometa a audição do álbum.
As letras das oito faixas falam principalmente sobre problemas sociais que afligem todo o mundo.
excelentes riffs e ótimos solos, os dois guitarristas são uma maquina de criar riff e solos,a bateria arrebenta nesse Debut,o baixo na primeira faixa e visível e bem agradável mas ai pra frente o baixo quase não tem um destaque ou não aparece,claro deve ser culpa da produção do álbum ,e o vocal também é bem agradável e ainda mais é cantado em português,e temos que dar valor porque não é comum uma banda de Thrash decidir cantar suas composições em português ainda mais para esse publico(brasil) que é tão desinteressado pela musica pesada.

O álbum tem varias influencias de peso como sepultura,Slayer e também um Kreator,ou seja a banda mistura as duas escolas do Thrash,A americana e a europeia e também a banda mistura algumas característica de Death Metal.    

A banda mostra nesse Debut que tem um grande potencial para se tornar um grande nome dentro da cena underground.

Recomendo para fãs de Thrash metal old school !!,E sem duvidas esse trabalho estará na minha lista de "Melhores do ano" !

A primeira faixa do álbum é "Corredor da Morte" tem um riff agradável,baixo sendo visível na faixa e acompanhando bem a bateria  e uma linha de bateria regular.
A segunda faixa é "Vivendo Uma Ilusão" Riff genial,ótima performance vocal e um solo bem estruturado e que me agradou muito !.
Em seguida a terceira faixa é "Guerra e Destruição" que é a faixa mais conhecida e digamos a "melhor" da banda,faixa que ganhou vídeo clipe com mais de 1.500 acessos no youtube,a faixa começa com um riff bem maligno,bateria arrebentando,varias distorções durante a musica e que beleza de solo !
A quarta faixa é "Repressão" essa é a faixa mais rápida até agora,e também a mais agressiva,baterista se superando,e seguindo a trajetória ,o solo é bem rápido e tenho certeza que o cara tocou umas mil notas durante esses 20 segundos de solo.
A quinta faixa é"Cadáver do Brasil" riff rápido e pesadíssimo,refrão que não sai da cabeça, e que solos são esses !,só os solos já valem o álbum.
A sexta faixa é "Tempestade de Horror" é repetitivo mas fazer o que ,Que riff é esse meu deus? que coisa linda!.
A sétima faixa é "Chega de Mentiras" faixa que deixa clara as influencias de bandas do thrash metal americano,e um solo bem técnico!
A oitava e ultima faixa do álbum "Sinfonia da Guerra" faixa sensacional,bateria e guitarra nota 10,e um refrão bem marcante,solos bem rápidos e técnicos e é um excelente fechamento de álbum !
Destaques:Corredor da Morte,Guerra e Destruição,Cadáver do Brasil e Tempestade de Horror


Formação:
Antony-vocal
Lucas Maia -guitarra
Pablo Henrique -guitarra
Jorge Luiz- baixo
Anderson de Lima -bateria

Faixas:
01 – Corredor da Morte
02 – Vivendo Uma Ilusão
03 – Guerra e Destruição
04 – Repressão
05 – Cadáver do Brasil
06 – Tempestade de Horror
07 – Chega de Mentiras
08 – Sinfonia da Guerra

Nota:8,5


Redes Sociais 
Pablo Eduardo:
SEU_NOME Nascido em uma cidade do interior do estado de São Paulo,Fã de Metal desde os 14 anos de idade,Começou escutando o álbum Rust in Peace do Megadeth e dai pra frente só paulada,Gosta de Thrash,Death e Heavy metal.
-Editor do Blog Extreme Aggression
-Colaborador no site Whiplash Facebook:https://www.facebook.com/pablo.eduardo.31945

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário